Diálogos entre o samba e o rebétiko: a figura do malandro em canções, com Profa. Dra. Andreia Menezes

Entenda a conversa

Nessa conversa, o grupo Zorbás e a Profa. Dra. Andreia Menezes (Unifesp), com apoio da Areté-Centro de Estudos Helênicos promovem um intercâmbio cultural ao analisarem como dois dos mais importantes movimentos na música grega e brasileira populares, o Samba e o Rebétiko, retratam em letras de canções as figuras marginais do malandro e do mángas (μάγκας).

Autora do livro Pandeiros e bandoneones: vozes disciplinadoras e marginais no samba e no tango (2017), Andreia Menezes trará análise de sambas do início ao meio do século XX que dialogam com músicas rebétikas do mesmo período.

Andreia Menezes é professora da área de Língua Espanhola e suas Literaturas do Departamento de Letras da Escola de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (EFLCH) da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) e do Programa de Pós-graduação em Letras da mesma instituição. É também autora do livro Pandeiros e bandoneones: vozes disciplinadoras e marginais no samba e no tango (2017).

A palestra foi realizada em parceria com o Núcleo de Dança e Música da Areté-Centro de Estudos Helênicos no dia 8 de Maio de 2021.

 

Colabore com o grupo