Percepção de Ritmos Assimétricos na Música Grega

Saiba mais sobre este evento

Essa palestra explora aspectos da percepção rítmica no contexto da música tradicional grega, que exibe uma rica variedade de padrões rítmicos assimétricos, isto é, contendo unidades rítmicas de durações diferentes.

Um experimento de escuta com estudantes universitários de música foi realizado a fim de investigar a acurácia temporal e a estrutura métrica percebida pelos voluntários, revelando relações entre a dificuldade da tarefa e aspectos musicais tais como andamento, estruturas métricas e simetria/assimetria dos ritmos. Marcelo Queiroz é Professor Associado do Departamento de Ciência da Computação e vice-coordenador do NuSom - Núcleo de Pesquisas em Sonologia da Universidade de São Paulo.

Realizada com o Núcleo de Dança e Música da Areté-Centro de Estudos Helênicos em 24 de Novembro de 2020.

Referência do artigo: http://www.arete.org.br/artigo/51/

Colabore com o grupo